segunda-feira, 25 de julho de 2011

Em passeio...





Há qualquer coisa nas cidades pequenas que me encanta. Tomar, por exemplo, é uma daquelas cidades adoráveis. Bonita, pequenina, bem cuidada. As pessoas têm orgulho na sua terra, pintam as fachadas das casas para a Festa dos Tabuleiros, deixam a sua cidade bonita e toda engalanada para receber os visitantes.





Sinto falta desse amor pelo espaço público que não existe em Lisboa, onde cada um só quer saber do interior da sua casa.

6 comentários:

Beth/Lilás disse...

Ah, é como aqui no Brasil nas cidades grandes! Só constroem espigões e os antigos prédios quase abandonados, as casas então, prontas para serem derrubadas!
Mas esta cidadezinha é um encanto mesmo! E eu estive bem perto e não fui lá, que pena! Ao que parece ela fica ao lado de Coimbra, né mesmo?
Adorei as suas fotos e sua percepção, como sempre, da beleza singela e amorosa.
bjs cariocas

Heloísa disse...

Isabel,
Também fico encantada com esse cuidado dos moradores das cidades pequenas.
Estive de passagem por Tomar, mas acho que o passeio praticamente se limitou ao "Convento de Cristo".
Beijo.

Cláudia disse...

Uau, as fotos ampliam tanto, "vivó luxo"!!
Que lindas fotos, adorei as portas com os vasinhos ao lado, e as trepadeiras a fecharem em arco, que ideia fabulosa. E pude ver o gatinho em grande, porque é que não o trouxeste? :))

Realmente dói a alma de ver a degradação, sujidade, abandono e falta de brio em algumas zonas de Lisboa, não entendo! :(

Bergamo disse...

As portas, janelas...as andorinhas e o gato.
Tudo muito lindo.
Bj.
Marcelo

Lúcia Soares disse...

Isabel, que sensibilidade a sua, para captar imagens tão simples e tão lindas!
Amei cada foto! O gatinho ao sol, uma delícia de flagrante.
Beijo!

Lucinha disse...

Isabel,

Sou amiga da Claudia. Vim lhe visitar e fiquei. Amei o seu blog. As fotos são lindas.

Eu também amo cidades pequenas.Elas são realmente muito mais bem cuidadas e aconchegantes.

Tomar é linda, pelas fotos que você postou. As casinhas são lindas, e os detalhes nos chamam à atenção.

Abraço