segunda-feira, 31 de Dezembro de 2012

É tempo de fazer balanços. De analisar o ano que termina e de nos prepararmos psicologicamente para o ano que aí vem. Dizem que vai ser mau, que vai ser de crise, mas eu não quero entrar no ano novo pessimista. Tirem-me tudo, mas não me tirem a esperança.

O ano de 2012 não foi mau a nível pessoal. Sinto que foi um ano de progressos, foi um ano de mudanças positivas e de conquistas, por isso sinto-me confiante nesta entrada em 2013.

Acabei de ouvir no rádio a seguinte frase: O segredo para ter um ano novo maravilhoso é não ter medo de nada. Gostei. Na verdade, não ter medo de nada liberta-nos. E livres somos mais capazes.

Hoje à noite festejem bastante. Façam loucuras. Bebam o que quiserem do recipiente que quiserem. Ou não. Façam o que vos apetecer, mas entrem no ano novo com ânimo para o enfrentar.
Bom ano 2013.

(Bem, eu continuo a preferir uma flute, ou mesmo um copito de plástico, ou mesmo o gargalo da garrafa.)

1 comentário:

Lúcia Soares disse...

rsrs Também não beberia nada em um sapato, mesmo recém-saído da loja. rs
Ano passado tive 3 mortes na familia, uma doença de uma irmã, e definitivamente não foi um ano bom.
Mas são contingências da vida, não podemos desanimar.
Desejo tudo de bom nesse 2013, com a graça de Deus, para mim, para você e para os nossos.
beijo!