segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Benjamin Button e um desafio

Este domingo fui ver o filme O Estranho Caso de Benjamin Button, um filme baseado no conto de F. Scott Fitzgerald com o mesmo nome. Não sabia bem o que esperar deste filme, já tinha visto a apresentação e estava um bocadinho de pé atrás com esta história mirabolante de um homem que nasce velho e faz todo o seu percurso de vida ao contrário. Mas uma amiga convenceu-me a vê-lo e ainda bem que o fez. O filme é muito belo. É no fundo um filme muito filosófico porque nos faz pensar sobre o tempo, sobre o envelhecimento, sobre as pessoas diferentes, sobre a vontade que temos de que às vezes o tempo volte para trás.
Tudo começa quando pedem a um famoso relojoeiro para criar um relógio para a estação de comboios que vai ser inaugurada. Esse relojoeiro, acaba de perder um filho na guerra, e no dia da inauguração apresenta um relógio que anda para trás. Todos ficam espantados mas ninguém o manda retirar pois ficam tocados com o discurso daquele relojoeiro que queria que o tempo voltasse para trás para ter o seu filho de volta. Nessa noite nasce um bebé que é diferente, porque nasce todo enrugado e com os ossos deformados por artroses. O pai horrorizado abandona-o, deixando-o na porta de um lar de idosos. A dona do lar de idosos que não podia ser mãe, toma conta daquele menino e ele vai crescendo vivendo a sua vida ao contrário... Tic tac, tic tac, tic tac...
Não conto mais. Vejam o filme. É muito belo. Tem actores muito bons. Cate Blanchet está fabulosa como sempre e Brad Pitt mostra que não é só um rosto bonito.

E agora vou responder a um desafio lançado pela amiga Ameixinha do blog Canela Moída, que é o seguinte: abrir um livro ao acaso na página 161, ir até à linha 5 e colocar essa frase no blog. Podem não acreditar mas tinha este livro na minha mesa de cabeceira há algum tempo e ainda não tinha começado a ler. Tem o sugestivo título de Gente Feliz com Lágrimas e é de João de Melo. Resolvi espreitar a página 161, linha 5 e deparo com esta frase bonita:
"Contudo a suprema justiça do tempo decidira abrir-lhe, a ele e não ao sogro, a porta proibida daquela casa."
E mais uma vez o tic tac do relógio, mais uma vez o tempo a querer dizer-me alguma coisa.
Passo o desafio à Cenourita, à Heloísa, ao Pipas, ao Inside me, à Pepita de Chocolate e à Sofia.
Meus queridos, fiquem sabendo que são obviamente livres de responderem ou não ao desafio.
Fiquem bem.

11 comentários:

Sofia disse...

AMiga já respondi... passa pelos meus desabafos... Escolhi Os Maias :)

Inside me disse...

O filme deve ser giro estou curioso... falta-me é tempo... mas vamos ver o que se arranja

Quanto ao desafio... bolas adiantaste-te... bem acho que irei responder em conjunto com o da ameixinha...aiai dois livros... logo faço o post.

pepita chocolate disse...

Logo que possa, responderei ao teu desafio. Já tenho outro na calha, não está a ser fácil responder a todos ao mesmo tempo. Mas lá terás a tua resposta, com muito gosto!
Bjs.

Isabel disse...

Amigos não precisam de responder a correr, ou se alguém já vou mandou o mesmo desafio. Isto é só uma brincadeira. Bjs

Pipas disse...

Já ouvi falar muito bem do filme, também quero ir ver o filme e claro ler o livro, ainda mais sendo do Fitzgerald.
Em relação ao desafio, vou ter de pôr 4 frases, tenho 4 livros na mesa de cabeceira!!!
Beijo

ameixa seca disse...

Que bela ligação entre o livro e o filme. Já vi a apresentação na tv e fiquei interessada nesse filme!

Rosa Maria Martins Moraes disse...

Olá...gostei da dica! Bjão!

Cenourita disse...

Amiga
O filme parece-me muito interessante, fiquei curiosa.
E, o desafio está aceite pois tá claro :)

Beijocas***

pepita chocolate disse...

Já respondi ao desafio, mas só sairá na sexta; com tantos desafios, tenho de os repartir pelos dias da semana!
Bjs

Heloísa disse...

Isabel,
Obrigada por ter lembrado de mim para o desafio.
Logo, logo, estarei respondendo.
Beijo

Wellington Almeida disse...

AH, ANDO ME DECEPCIONANDO TANTO COM O DAVID FINCHER...cadê o subversivo e iconoclasta relaizador de FIGHT CLUB?!

Encontrei seu blogue no Koiné da RAQUEL. gOSTO MUITO.

Abraços