terça-feira, 14 de abril de 2009

Que bem que se está no campo

Para quem ainda não sabe, eu já voltei de Roma. Estou a fazer o diário da minha viagem em retrospectiva, porque durante os dias que lá estive nem sequer me passou pela cabeça que existia uma coisa chamada internet!
Agora resolvi fazer um interregno no meu diário (atrasado) de viagem, para mostrar um pouco do meu fim-de-semana de Páscoa no Alentejo, que foi simplesmente maravilhoso.

À chegada o quintal esperava-nos com todo o seu esplendor primaveril.

Meu lírio roxo...

Mal me quer, bem me quer...

Eu só queria que vocês pudessem cheirar estas rosas!

Este quintalinho na Primavera é um pequeno paraíso.

No sábado fomos visitar o lugar onde o meu pai nasceu. Ele só foi viver para a aldeia de Vila Ruiva com 5 anos. Até lá viveu com os seus pais e os seus irmãos num monte alentejano, do qual o meu avô tomava conta. Estas visitas nostálgicas ao Monte da Panasqueira deixam sempre o meu pai muito emocionado e com a lagriminha no olho. Foi uma tarde muito bonita. Adorei cada momento e não resisti a partilhar com vocês.

A casa onde o meu pai nasceu há 75 anos atrás

Uma azinheira centenária em frente à casa

Uma figueira plantada pelo meu avô

Olha a vassourinha típica!

Uma cadelinha que vive no Monte da Panasqueira, free and happy! A coisa mais fofa!
Ai, que bem que se está no campo!

11 comentários:

Sofia disse...

BEMVINDA

A blogosfera e eu estavamos com saudades...

Cláudia M. disse...

Esta viagem ao passado foi realmente muito emocionante. Especialmente para o pai, mas não só. É muito bonito ouvi-lo contar histórias de há tanto tempo atrás, sempre de lágrima no olho, e para nós tb é emocionante.
Eu já lá tinha estado há uns bons anos atrás, mas já não me lembrava muito bem do sítio, dos detalhes. Bela experiência.

E o nosso quintal está lindo!

Bjs

Pati disse...

Isabel! Que fotos lindas, que bucólico e aconchegante! Vc está ficando uma grande fotografa! Amei todas as fotos de Roma tb!
Continue contando td o que viu por lá, estou acompanhando seu "diário de bordo!"
Beijos
Pati

ameixa seca disse...

É natural a emoção ao reviver belos momentos passados por esses lados :)
Que coisas lindas e essa cadelinha não escapava aos meus afagos se eu a tivesse conhecido :)

Heloísa disse...

Isabel,
Que lindas flores. Quase dá para sentir o perfume.
E que boa volta ao passado vocês tiveram.
Quando estive em Portugal, visitei com meu marido as aldeias em que haviam nascido seu pai e sua mãe. Foi muito bom conhecê-las.
Beijos

Claudia disse...

Isabel,

Vi as fotos da Pascoa no blog da Claudia e o clima do final de semana lá parece totalmente diferente. Tem-se a impressão que vocês duas foram a dois lugares distintos. Você exibe fotos tão campestres, primaveris, com frutas e flores, a casa do pai, as vassouras com cores exalando calor enquanto as fotos da Claudia me parecem um lugar distante, com grandes paisagens, bucólico sim, mas com fotos de sopas dando um certo ar outonal. Engraçado, pois é tudo imagem, nada corresponde exatamente a realidade, são visões individuais, puras recriações. Enfim, dava para ficar elocubrando sobre as fotos de uma mesma viagem a partir da ótica de duas irmãs.

Adorei a foto das rosas, eu amo fotos de rosas, tenho montes e das vassourinhas, claro. No Brasil, no campo, também se usa fazer este tipo de vassouras.

Parece que o final de semana foi uma delícia.

Bj,

C.

Abóbora Amarelinha disse...

Desculpa lá né! eu já tinha reparado que tinhas chegado de Roma, né! eu ando com atenção, né!
Agora, do alentejo é que não sabia que já tinhas chegado!!! lol
lindas fotos, deve ter sido um fim de semana muito bom, recordar é sempre bom.
beijos vaaaagaaaaroooosos

Inside me disse...

"Que bem que se está no campo" é bem verdade...

As cores são outras... os cheiros... os sons... o tempo anda mais devagar ... as sensações são outras...

As saudades que eu tenho da Pascoa no campo...

Beijos Campestres ;-)

Luciana Håland disse...

Que lindas suas fotos. Amei esse lírio lilás, nunca tinha visto, o visual é incrível.

Cenourita disse...

Um fim de semana no campo e então no Alentejo é do melhor que há para relaxar. E um passeio assim em familia para recordar vivências antigas é uma delícia :)

Beijocas alentejanas***

Anónimo disse...

Encontrei o seu blog ao procurar na internet Monte da Panasqueira,monte onde nasci ha 50 anos!Emocionei-me bastante ao ler que seu pai voltou ao sitio onde nasceu.Pois tambem eu tenho esse pensamento...voltar um dia ao meu "berço" de nascença...
Tudo de bom para voce os seus.
Diolinda Canilhas