quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Hoje é dia de magusto


Hoje é dia de S. Martinho, logo é dia de magusto, uma das tradições que eu mais gosto de cumprir.

São Martinho é patrono dos alfaiates, dos cavaleiros, dos produtores de vinho e dos pedintes. É por esta última faceta que o santo é mais celebrado, pois sempre lembramos a famosa história em que o santo partilhou a sua capa com um mendigo numa noite de temporal. Como também é patrono dos produtores de vinho não podíamos deixar de celebrar este dia com o néctar da uva!


A tradição em todo o país é beber o vinho ou a jeropiga a acompanhar as castanhas assadas, conforme referem os provérbios populares:

No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o teu vinho

Pelo S. Martinho, castanhas assadas, pão e vinho

Como sempre, o que mais me atrai nestas festividades é a fusão do sagrado e do profano. A ligação da cultura agrícola à cultura religiosa. Na altura do ano em que se enchem as pipas e em que as castanhas estão prontas a comer, celebra-se o Santo e celebra-se o vinho novo e a fartura de castanhas, fruto que foi em tempos a base da nossa alimentação em boa parte do nosso território.

Em minha casa sempre houve magusto. A minha mãe, como boa beirã que é, nunca deixou morrer essa tradição. Já tive a oportunidade também de passar um S. Martinho na aldeia da minha mãe, onde estas tradições são vividas de forma comunitária, o que as torna muito mais ricas e divertidas.

Aqui em Lisboa, também se fazem magustos nas escolas, mas tirando isso, devem ser poucos os magustos comunitários. Cada família faz o seu magusto privativo na sua própria casa. Aqui não vai faltar um copinho de jeropiga e umas boas castanhas assadas, ou não fosse hoje dia de S. Martinho.

E não faltou mesmo! Enchi a barriga de castanhas assadas e de jeropiga!

10 comentários:

Abóbora Amarelinha disse...

O meu já foi ontem, o particular e o "comunitário" a junta de freguesia faz todos os anos, aqui na rua, e como é mesmo ao lado de minha casa, cheguei da sogra (fazer vénia) abanquei aqui tambem.
beijinhos

Heloísa disse...

Isabel,
E assim vou aprendendo sobre as festas tradicionais de Portugal.
Castanha e vinho? Tudo de bom.
Beijo.

Cláudia M. disse...

Ah, a foto da jeropiga foi tirada da net? Que pena... mas espero que a bebas mesmo... :)) Por acaso é uma das minha bebidas preferidas, ou não fosse um vinho licoroso...
Bom S. Martinho!

(Na escola da Carol já estavam a assar castanhas às 9 da matina!!!)

Beth/Lilás disse...

Bom dia Isabel!
Muito giro o que tu contastes, pois acabei descobrindo uma coisa que ficou lá no fundo da memória. Vou lhe contar:
Meu pai era filho de italiano e portuguesa, trazia as duas culturas bem embutidas e a italiana pronunciava-se mais no seu modo alegre e baurlhento de ser.
Tinha também um pouco da mãe, principalmente no gosto pelas boas comidas e fartura, por isso ele gostava de cozinhar aos domingos e volta e meia aparecia com uma garrafa linda, em forma de cacho de uvas e o nome era esse "Jurupiga ou Jeropiga" não me lembro bem como se escrevia, mas nós, os filhos e mãe, ficávamos intrigados porque ele sempre comprava este vinho para comemorar alguma coisa. Devia ser algum resquício do que sua mãe trouxera das tradições portuguesas. Agora imagino que sim verdadeiramente.
E como é gostoso este vinho!
Vou procurar para tomar um pouco, me deu uma vontade danada!
Feliz comemoração do dia de Magusto!
beijinhos cariocas

Dani disse...

Feliz comemoração, então!
Ai, como adoro estas celebrações lusas, aqui não tem nada do gênero - bom, tem a Burns night, escocesa, em que se come haggis, que nunca provei.
Enfim, toma um golinho disto por mim!
Beijocas,

ameixa seca disse...

Bom Magusto para vocês e cuidado com a jeropiga, olha que tens muitas escadas para descer he he

TiTó disse...

Eu quero ver se hoje à noite como umas castanhinhas que bem que andam a apetecer...

bjs miga***

Lúcia Soares disse...

Oi, Izabel. Aprendi um pouquinho sobre a cultura portuguesa. Tradições são muito importantes de serem cultivadas pois são a memória de um povo. Adoro vinhos, principalmente licorosos e doces e embora as castanhas não sejam de minha preferência, deu-me vontade de comê-las! Aqui as fazemos cozidas e agora fico pensando que assadas devem ser mais saborosas. Quando puder, vou experimentar!
O "Um amor de pessoa" mudou para "De amor e de..." e você acessa: luciahsoares.blogspot.com
Bj e espero que já tenha comemorado bem!Bj

Liliana disse...

Muitas castanhas e... alguma jeropiga... :D
Por aqui ainda se mantêm muitas tradições, felizmente. Até domingo, continuam os magustos!
Beijoca

Beth/Lilás disse...

Isabel,
Estou desde o final de semana a procura deste vinho e ainda não o encontrei, mas tenho certeza de que já o vi por aí.
Quando encontrar te conto.
beijins cariocas