segunda-feira, 26 de julho de 2010

40º à sombra

Interior alentejano. Temperaturas sempre a rondar os 40º. Absolutamente nenhuma humidade no ar. A única solução para sobreviver? Beber muita água, empanturrar o bandulho com muita melancia geladinha, mantermo-nos longe do sol entre a 1h e as 4h da tarde e no resto do dia fazer muitas visitas às piscinas municipais da Vidigueira.

O povo alentejano merecia a admiração do resto do país só pela resistência que demonstra em sobreviver a verões tão duros, continuando com as suas difíceis rotinas de trabalho agrícola debaixo de condições atmosféricas tão adversas. É que é um calor diferente do de Lisboa. Um calor que suga qualquer energia do comum dos mortais. Gente de fibra estes alentejanos!

8 comentários:

Beth/Lilás disse...

Nossa, Isabel, li ainda há pouco no blog de meu amigo de Coimbra a mesma coisa e quase não acreditei que por aí possa estar fazendo esta temperatura absurda!
Vistes como sofremos no último verão que foi infernal por aqui abaixo do Equador?!
Parece que agora o nosso amigo sol quer 'torriscar' os amigos europeus. hehe
beijos cariocas

Cenourit@ disse...

E o que eu adoro esse Alentejo!
E, curiosamente, consigo suportar melhor os 40º lá do que aqui.

A continuar este calor, acho que tenho que providenciar uma piscina aqui na esplanada da tasca, o que dizes? ;)

Ah!E a melancia fresquinha sabe tão bemmmm...

Beijocas***

Cláudia M. disse...

Entre a uma e as 4? Para mim é mais entre as 11h30 e as 17h... é que não se pode!!

Valha-nos a bela melancia, fresquinha sabe mesmo bem.

Mas o pior é chegar a Lisboa e levar com 40 graus na mesma, ninguém merece!

ameixa seca disse...

Aqui em Braga está pior que no Alentejo mas eu estou que não me aguento. Descobri que sofro de depressão sazonal, aparece acima dos 30ºC :)

Noémia disse...

Oh linda, o povo alentejano tem toda a minha admiração e o meu respeito porque na verdade, o calor em excesso é das piores coisinhas que há.
Agora que por aqui por cima andamos a 38º e mais, derretemos em todo o lado, compreendemos melhor o que é passar um Verão inteiro neste inferno!
Mas se está frio e chove queixamo-nos, se faz calor queixamo-nos na mesma, somos umas eternas insatisfeitas, ihihihi!
Aguentemos e tiremos o melhor partido possível.

TiTó disse...

Eu gosto tanto do nosso alentejo :) Esteja esse calor abrasador ou não!!!

Beijocas***

Claudia disse...

Isabel,

Costuma-se se dizer no Brasil que a inveja é a arma dos incompetentes, ou algo desse gênero. Enfim, mas que eu estou com a maior inveja do teu verão eu estou... No bom sentido, claro!

Meu verão já é outono faz tempo, passou de um prenuncio de primavera para outono direto, sem ver sinais de verão. Chove e faz frio desde maio com poucos dias de sol e calor. E nem as frutas parecem querer colaborar e se recusam a amadurecer.

Aproveite bem teu cantinho no planeta que nós queremos estar aí!

Bj,

C.

Inside me disse...

Por acaso a o maior calor que senti foi no alentejo... em Beja...

Um bafo tremendo... de ficar sem vontadinha nenhuma...

A Melancia, essa dispenso-a mesmo geladinha... um mau encontro antigo com ela :-)

Agora se for um melão geladinho e docinho... venha ele :-)

beijos