segunda-feira, 2 de agosto de 2010

A língua mais bonita do mundo?

Bem... pelo menos na minha opinião emocional e muito tendenciosa. Em toda a sua enorme variedade, o Português é para mim a língua mais bonita do mundo.

Não resisti e roubei este vídeo à Raquel. O vídeo aborda a diversidade semântica e sintáctica existente entre as várias regiões do Brasil. É divertidíssimo e, na minha opinião, super interessante porque aborda um dos temas que acho mais fascinante no estudo das línguas: a diversidade linguística dentro de uma própria língua.

Mas este tema também pode ser "perigoso", porque a diversidade linguística pode sempre levar-nos a um tema tabu e difícil de abordar neste universo da língua portuguesa: o grande afastamento entre as duas principais variedades do português, a europeia e a brasileira. Este afastamento sente-se mais a nível da oralidade do que a nível da escrita. A escrever entendemo-nos bem, o problema é quando falamos, não é?

Em qualquer língua do mundo existe diversidade linguística, tanto a nível regional como social. É um fenómeno completamente normal e saudável em qualquer língua viva. O problema é quando surgem demasiadas diferenças ao ponto de dificultar a compreensão. E é o que muitas vezes acontece com estas duas variantes do português.

Às vezes apavora-me a ideia de o português do Brasil se tornar a "língua brasileira", separando-se e cortando definitivamente o cordão umbilical, outras vezes vejo esse caminho quase como inevitável num futuro longínquo. No meio de tantas diferenças de semântica e de sintaxe (ordenação dos elementos na frase e suas funções), e sabendo que as línguas são vivas e imprevisíveis, será possível travar esse afastamento?


Eu adoro o português de Portugal. Eu adoro o português de Lisboa, e do Alentejo e do Porto. O do Minho e o do Algarve, o dos Açores e o da Madeira. Mas também adoro o português do Brasil, o do Rio, o de São Paulo, o mineiro e todos os outros. E apesar das diferenças sinto-o como meu.

Bem, chega de teses. Fiquem com o vídeo que é muito bom e se quiserem deixem uma opinião sobre o tema :)




Adorei tudo, mas o "crocodilinho de parede" é genial!

18 comentários:

Moira disse...

Tu roubaste à Raquel e eu vou roubar-to a ti hehehe
Genial, adorei o "envelope de boi ralado" e o "crocodilinho de parede".
Beijocas
Moira

Dani disse...

A do "cacete" é a melhor, rs! Pega mal, muito mal chegar dizendo algo assim numa padaria paulistana.
Estava mesmo ontem a pensar nisto, e no que gostava e do que não gostava nas duas modalidades do português. Espero que não haja uma separação, porque acho a relação e a diferenças entre elas fascinantes...
Nas traduções sempre penso nas diferenças regionais - o meu acento é paulistano, mas o meu trabalho chega a todas as regiões. Seria impossível padronizar, mas procuro não usar muitos maneirismos!
É um tema interminável e interessantíssimo!
Beijocas, boa semana!

Isabel disse...

Moira, podes roubar à vontade!!
Bjs

Dani, o cacete aqui também é pão e não tem "esse" significado. Mas eu conheço os vários significados no Brasil e imagino a pobre senhora a pedir um "cacete" "nem mesmo um assim pequenininho?" Ai, é de morrer a rir!
Bjs

Cláudia M. disse...

Concordo que é a língua mais bonita do mundo, basta ter palavras únicas, como SAUDADE, e ser falada em todos os cantos do mundo...

Mas a "língua brasileira" também é uma realidade. Basta ver o tom com que o autor do vídeo fala na língua oficial... e que um enorme número de brasileiros diga que não nos consegue entender.

Não me espanta que um dia a língua brasileira seja "oficial". Ficaria triste, mas não surpreendida.

Heloísa disse...

Isabel,
Adorei o vídeo, embora ele tenha algo de caricatura.
Mas realmente é incrível a diversidade de palavras e de sotaques que temos por aqui e que, muitas vezes, criam situações embaraçosas, como a do "cacete".
Beijos.

Luciana Håland disse...

Adorei o post, volto amanhã pra ver o vídeo, agora a cama me chama.

Beijo

Beth/Lilás disse...

Isabel, queridona!
Você tem razão, nosso idioma é lindo e não é à toa que alguns se apaixonam, inclusive o personagem do livro que estou a ler "Trem noturno para Lisboa".
É uma pena se tentarem separar essas nossas diferenças mas que sempre andaram juntas, afinal um aprende com o outro.
Eu amo ouvir ou ler romances com o modo lusitano e sei que os portugueses também amam nosso modo de falar o idioma. Vi isto quando aí estive, mas também as novelas brasileiras invadiram o espaço das noites em Portugal e, pelo que notei, as falas são do nosso próprio modo, bem brasileiro.
A-do-rei o vídeo do Kledir e vou pedir-lhe permissão para um post que pretendo fazer em breve, ok.
No mais, não esqueço teu modo bonito e lisboeta ao falar que achei lindinho.
beijinhos mil cariocas

pat disse...

Ah, Isabel, morri de rir. Aqui na Bahia, pão francês é cacetinho, e bisnaga (Rio/ São Paulo) é vara.
Nem te digo que o canal português para mim fala alemão. Mas mesmo aqui, em Nova Friburgo, estado do Rio, o diálogo era impossível. Nem o nativo entendia o que eu perguntava, nem eu entendia a resposta.
Agora que o português é lindo, ah, isso ele é.

ameixa seca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ameixa seca disse...

A melhor, para mim, é semente de galinha he he Este homem tem um jeitinho esquisitinho :)

Raquel Mendonça disse...

Pode roubar à vontade!!! É genial, mesmo, não é? O me preferido é a BRIÓI, que é na verdade a BR 101, que povo criativo.. hahaha
beijos

ANA disse...

Oi moro no Rio de Janeiro, e adorei o texto, o vídeo nem se fala, morri de rir, adoro o Kledir, ele é cantor aqui no Brasil de MPB, e também é um cronista maravilhoso, muito engraçado, talentosíssimo.
Parabéns pelo post!

Beth/Lilás disse...

Querida amiga,

Querida, queria pedir um favor por uma amigona minha que escreve bem demais e precisa lançar seu primeiro livro.
É só entrar no site abaixo e votar no nome dela ao lado à direita.
O nome é Gloria Leão e o site é

http://dobradinhapontesculturais.blogspot.com/2010/08/gloria-leao-paixao-que-me-move.html

um super beijo carioca e thanks!

ManDrag disse...

Salve!

Vim aqui parar pela mão da Beth (Mãe Gaia) e em boa hora vim. Parabéns pelo blog e obrigado pelas imagens que me trazem lembranças de Portugal.

O video está demais. Um primor!

Quanto á separação dos dois falares (brasileiro e lusitano) eu entendo que para uma saudável evolução, de cada um deles, é melhor a separação. A meu ver o Brasileiro deveria ser definido como um dialecto do Português.
Nada de Acordo Ortográfico! É uma completa aberração! É castrador. Sufoca toda a criatividade dos povos lusófonos e a sua independência cultural. O que faz a grandeza duma língua é a sua plasticidade que a leva a absorver todas as mudanças sobrevivendo-lhes. Isso sim, seria o grande salto em frente para o avanço do português.

Voltarei.

Salutas!

Liliana Sampaio disse...

:D E o avião de rosca...

De facto, Isabel, a variedade linguística é fantástica!
Porém, segundo me parece, será mais fácil, no futuro, haver vários dialiectos oficiais Brasil do que a língua oficial deixar de ser o Português. E ainda bem que assim é. Não quero, no entanto, deixar de mencionar que, apesar de todas as semelhanças entre as variantes europeia e brasileira do Português, defendo que as diferenças se devem manter, pelo que não sou a favor do acordo ortográfico. Precisamente porque a evolução das línguas é normal, não será um acordo a impedir o natiral afastamento da variante brasileira em relação à portuguesa. Além de outros aspectos que não importa referir aqui.

Seja como for, gostei do vídeo. Muito interessante!


E já dizia Pessoa, a minha pátria é a língua portuguesa...

lucyan disse...

Oi, adorei o comentário e o vídeo. Adoro a nossa língua portuguesa e sua diversidade regional. Gostaria de estudá-la com mais dedicação e me formar em letras... Gostaria também, mais tarde, de viajar pelos países lusófonos e escrever sobre o tema com mais detalhes... Por enquanto, viajo através da internet e vejo o possível.. Esse vídeo me motivou a seguir em frente... Abraços...

Edson Claret disse...

Sensacional!!!
Ainda mais com esse grande artista que sobra talento. Gosto muito dos linguajares e dialetos...Minas tem varias formas de falar e escrever. Assim como outros estados do Brasil.
Ele imitou o caipira. Eu fiquei sabendo a poucos anos que os jornalistas mineiros se dão muito bem. Devido aos sotaques e formas de expressar. Viva o povo Brasileiro!!!
Parabéns ao Kledir pela iniciativa.

Anónimo disse...

para mim tem muitas línguas bonitas mas o a língua portuguesa e a mais poderosa e linda