sexta-feira, 25 de setembro de 2009

A luz que nos guia


Adoro faróis. Adoro o seu significado. Aquela luzinha que brilha no escuro e guia quem anda perdido no mar. Quem nunca se sentiu um pouco perdido, sem saber qual o melhor caminho? Acho que todas as pessoas numa fase ou noutra da vida têm essa sensação.

O farol é para mim essa metáfora da luz que nos indica o caminho. Às vezes, o farol é uma pessoa. Outras vezes é uma situação. Mas quase sempre acabamos por descobrir que o farol está cá dentro, quando nós mesmos escolhemos aquele que sabemos ser o melhor caminho. O nosso caminho.

A foto mostra dois faróis, um pequenino, na doca de Oeiras, e o grande Bugio, ao longe, no meio da foz do rio Tejo.

Estou numa fase de escolha de caminhos. Espero que todos os faróis me ajudem a iluminar esses novos caminhos. Espero que as luzes não se fundam e que os faroleiros não adormeçam. Se é que ainda existem faroleiros!

11 comentários:

Liliana disse...

Sempre existirão faroleiros, que são a voz da nossa consciência. Quando temos de escolher um caminho, o melhor é pensar e repensar no que realmente queremos e nos faz felizes, nas consequências dos passos a dar, medir as vantagens e desvantagens. E, uma vez escolhido o caminho, é proibido olhar para trás!

Que todos os faróis te iluminem para que a escolha seja a melhor. Beijo

Inside me disse...

A vida é feita de escolhas, escolhas de caminhos...

... numas vezes preferimos seguir pelas autoestradas cheias de carros...

...noutras preferimos ir a pé sozinhos pelo campo ou pela praia.

Mas é sempre a nossa luz que nos guia, umas vezes uma luz fraquinha outras uma luz bem forte

Boas escolhas de caminhos para ti

Beijo

Raquel Mendonça disse...

Boa sorte e que seu caminho seja iluminado pela luz da felicidade! :)

ameixa seca disse...

Eu preciso de um farol na minha vida... mas um que esteja no activo :)
Boa sorte no teu caminho!

Noémia disse...

Adoro faróis!
Sinto uma atracção enorme por faróis, acho-os poéticos, perdidos no meio do mar ou simplesmente na orla. Gosto deles grandes, pequenos com luz, sem luz mas com sinal sonoro, azuis, vermelhos, com riscas ou lisos, com faroleiro ou automáticos. Adoro!
É engraçado que gosto deles não por serem a luz que nos guia mas antes pela sua imagem de gigantes solitários, resistentes, fortes, inabaláveis. Presentes sempre que são precisos, discretos quando o não são. Desafiadores, olhando o mar que adoro ou perdidos no nevoeiro e como unica companhia as gaivotas doidas ou os pares de namorados!
Acho que tenho alguma coisa de farol, se precisares de uma luzinha, diz!:)

Luciana Håland disse...

Isabel, espero que você seja bem guiada nas suas escolhas, e muita sorte e sucesso no que escolher.
Beijo

Beth/Lilás disse...

Olá, Isabel!
Também sou atraída por eles, até já pintei um e está na minha casa na serra. Em Laguna, Santa Catarina no sul do Brasil tem um farol lindo chamado farol de Santa Marta e quando lá estive senti uma vibração impressionante e fiquei muito feliz ao chegar ao pé dele e ver o mar, foi lindo!
Espero que a luz dos faróis iluminem o seu caminho e faças boas escolhas.
beijinhos cariocas

Cenourita disse...

Minha Querida
Segue a tua própria luz e nunca te refugies na sombra. Se a luz dos faróis não for suficiente, tens as estrelas e o sol, a familia e ainda amigas e amigos que estão cá para te dar força!

Beijinhos grandes***

Sofia disse...

Oh como eu te entendo... Mas nunca tinha pensado nisso, nesse ponto de vista... Eu sou mais de listas lol! Seja comofor, com ondas ou n, mais depressa ou devagar, acabarás sempre por lá chegar! beijinho

Dani disse...

Amém!
Adorei este post.
A analogia com o farol lembrou-me da luz que Galadriel entrega a Frodo em "O Senhor dos Anéis".
Simbólica, mas concordo mesmo que a verdadeira iluminação é aquela que nós projetamos de dentro para o mundo - o que brilha aos nossos olhos sem os deslumbrar é o sinal a ser seguido.
Boa sorte, beijocas!

Heloísa disse...

Isabel,
Muita luz para suas escolhas.
Nesses momentos de decisão, sempre pedi a intercessão do Espírito Santo, para iluminar minha inteligência.
E que quadro mais lindo na abertura do seu blog!
Beijo.