quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Uma nova estirpe de portugueses


Nelson Évora conseguiu ontem mais uma medalha da sua já maravilhosa carreira. Dizem os pobres de espírito que uma medalha de Prata é uma desilusão. Dizem isso aqueles que nunca ganharam nada na vida, que nunca fizeram nada para ganhar, que não sabem o que é lutar, nunca desistir, encarar os desafios com a cabeça levantada. E depois querem que alguém vença uma medalha de ouro por si, para que quando se vá deitar não se sinta um completo falhado.

Nélson Évora ganhou uma medalha de prata valiosíssima. No Desporto, como na vida, não podem ser sempre os mesmos a ganhar. Philips Idowu, um atleta de grande capacidade, viu Nelson ultrapassá-lo e ganhar o ouro olímpico na China, agora foi a sua vez de ultrapassar Nelson. Existem muitos atletas com enormes capacidades no mundo, Nelson está entre eles, para mim isso chega-me. Ele faz parte desta nova estirpe de portugueses que não tem medo de nada, que acredita nas suas capacidades, que acredita no esforço e no trabalho árduo e que sabe que é bom, mas também não perde o maravilhoso sorriso do rosto por causa de um segundo lugar. E melhor de tudo, que abraça o "rival" e lhe dá os parabéns sentidos.
Os outros, os velhos do Restelo, são os velhos portugueses que nada fazem por Portugal, mas que exigem que os outros façam tudo.

Eu acho que este menino merece tudo. É boa pessoa, tem bom fundo, é um lutador, é talentoso, é o atleta mais bonito de Portugal ;) Está entre os melhores do mundo por mérito próprio. Já foi campeão mundial, já foi campeão olímpico, agora vice-campeão mundial na Alemanha. Obrigada, Nelson.

11 comentários:

Abóbora Amarelinha disse...

Eu fiz questão de ouvir em directo no rádio, a hora do salto, e confesso que a lágrimita me caiu.
E esta manhá está escrito num jornal que Nelson Evora "não passou da medalha de prata" que frase mais infeliz.

beijinhos

Dani disse...

Achei muito legal a atitude dele. Cumprimentou o Idowu de maneira sincera, e foi lá pegar a areia para guardar a recordação do torneio. Ninguém quer souvenir de más recordações, acho que isso diz tudo. Neste tipo de esporte, muita coisa muda de repente, é como no futebol, se um time está inspirado, nada lhes detém. O Idowu acordou sabendo que iria ganhar, disse isso, que simplesmente levantou com esta certeza.
Senti isso No Nelson, a confiança, o destemor, a alegria. Sem a menor arrogância. O moço que venceu, o britânico, também é gente muito boa.

Um beijo

Tangerina disse...

Isabel,

Este teu texto está particularmente inspirado, está lindo!!
Ele é realmente uma excelente pessoa nas pistas e na vida (é aluno no mesmo local onde eu sou professora ;).

Beijinhos,
Carlota

Claudia disse...

Isabel,

linda postagem, concordo que só reclama de uma medalha de prata aquele que nunca ganhou nada pois subir num pódio numa competiçoes dessas, com os melhores do mundo todo é para poucos. Só de estar na competição já é sinal de grandeza imensa...

Acho que tuas amburanas já deveriam ter chegado. A Moira, do Tertúlia já recebeu e já fez um doce de leite com elas e ela está em Lisboa. E a Dani que está na Inglaterra também já recebeu. Estranha a demora. Espere um pouco mais....

Bj,

C.

Cláudia M. disse...

Subscrevo as tuas palavras. Fico doente com esta história do "ficou-se pela prata", como se a medalha de prata não fosse uma conquista enorme!
Uma vez vi uma entrevista com ele e realmente nota-se que ele deve ser uma pessoa extraordinária, é mesmo o que se costuma chamar boa pessoa. Além disso, é lindo!!!
:)

bjs

Isabel disse...

Abóbora, é mesmo uma frase infeliz! É essa mentalidade que eu critico.

Dani, o Idowu e o Nelson já se encontram entre os melhores do mundo há muito tempo. Na China, nos jogos olímpicos, foi ao contrário, Idowu ficou com a prata!
Eu lembrava-me dele por causa dos pearcings!!!
Interessante serem dois europeus negros...

Carlota, não sabia que eras professora. Grande profissão. Sem dúvida deveria ser mais valorizada.
Obrigada pelas tuas palavras, é que este "menino" é inspirador!

Cláudia, é isso mesmo, estar entre os melhores já é maravilhoso. A Dani recebeu as amburanas já na 2º feira e a Moira ontem,não é, talvez cheguem hoje!!!
Pode ter havido algum atraso aqui na estação de correios local :(

Maninha, é tão lindinho, não é? E tão querido!
Bjs a todas

Inside me disse...

Realmente é uma nova estirpe de portugueses ...

...pena não ser muito contagioso...

Fazia falta um contágio geral nos portugueses com esta estirpe vencedora.

beijos

Beth/Lilás disse...

Bom dia, Isabel!
Sim, ele é muito bonito mesmo e ...
Sim, a medalha de prata é valiosíssima e poucos no mundo a conseguem!
Acho engraçado isso das pessoas desmerecerem tais coisas, como algumas que criticam um poeta, por exemplo, não seriam capazes de escrever nem uma linha, oras!
Um atleta, entaõ, é pessoa que se doa, dedica seu tempo, seu corpo e até sua alma para chegar lá, naquele lugar.
Grande feito deste rapaz e espero que seja muito feliz e traga grandes vitórias a Portugal que, já não é sem tempo de chegar sangue novo, que agite e modernize essas cabeças lusas.
Parabéns a ele e ao povo lusitano que eu adoro!
bjs cariocas

ameixa seca disse...

Nem me digas nada... ontem foi um sofrimento! Eu vi na Tv e aquele britânico estava a enervar-me profundamente. Primeiro aquele cabelo avermelhado que parecia que tinha sido tingido com mijo de vaca. Depois os piercings pendurados... estava sempre a ver se ele ia parar de correr porque o piercing da ponta da p*** tinha ficado encravado (isto já é suposição minha he he), e aquele piercing vermelho na língua merecia ser engolido! Aquele focinho antipático depois de saber que tinha ganho o ouro, ainda valoriza mais a prata do Nélson. Eu fiquei cheia de orgulho dele... ele sim, merecia ganhar os milhões que o ranhoso ronaldes recebe por mês!

Maldonado disse...

Foi uma vitória merecida, pois NE esforçou-se bastante para conquistá-la.
As bocas dos "patrioteiros" que reclamaram do 2º lugar são absurdas e irrealistas. Essa gentinha esquece-se que em Portugal o único desporto que tem todos os apoios e mais alguns é o futebol, os outros desportos subsistem com muita dificuldade...
Ao fim e ao cabo temos caprichos de rico e carteira de pobre. Será que ninguém se manca?!

Noémia disse...

E "biba" o Nelson, menino de ouro, de prata ou seja lá do que for, porque nos dá grandes alegrias e, como disseste é liiiiiindo! Por dentro e por fora.:)
Os derrotistas de meia tigela deviam estar calados, jornaleiros de trazer por casas que, por terem uma caneta ou microfone, se julgam uns senhores.
Opinam sobre tudo,tiram brilho ao que tocam,exploram os sentimentos primários e mesquinhos do sensionalismo barato e esquecem-se que sempre que têm dor de alguma coisa, deviam seguir a ética e, pelo menos, não emitirem juízos de valor.