sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Um pedacinho do Brasil...

... vindo directamente da Noruega.



Eu desconhecia por completo a existência da Amburana, antes da Cláudia começar a falar dela no seu blog. Quando soube que ía receber estas lindas sementinhas comecei a pesquisar na net sobre esta árvore. A Amburana é uma árvore nativa da América do Sul, presente em vários países. No Brasil está presente principalmente no sertão nordestino. Tem diversos nomes mas aquele que acho mais interessante é amburana-de-cheiro, porque expressa o aroma perfumado das sementes e da madeira desta árvore.
No Brasil tanto a casca como as sementes são utilizadas pelas populações como remédios para vários males, desde a má digestão até problemas respiratórios. Adoro esta sabedoria popular e respeito-a muito. Parece então que esta árvore que resiste a climas muito secos tem várias qualidades.

Na culinária, a sua semente é utilizada como aromatizante. Assim, segui o exemplo da Cláudia e coloquei logo umas sementinhas num potinho de açúcar, para fazer "açúcar amburanado". Estão há menos de 24 horas no açúcar e há pouco quando levantei a tampa do potinho senti um perfume doce com uma intensidade que não estava à espera. É mesmo maravilhoso.

Nas minhas pesquisas pela net descobri no blog Come-se uma receita de gelado aromatizado com amburana. Pensei logo em fazer um gelado de amburana. Peguei numa receita de gelado de baunilha que tinha em casa e fui buscar umas coisinhas a uma receita e umas coisinhas a outra para fazer um gelado de amburana. Assim, usei:

160 g de açúcar
300 ml leite
12 sementes de amburana
2 ovos
2 pacotes de natas

Primeiro levei o leite a ferver com as amburanas. Deixei ferver um bocadinho, retirei do lume, tapei e deixei em infusão até arrefecer. Depois juntei as natas e levei outra vez ao lume para ferver, depois de ferver um bocadinho junta-se o açúcar e os ovos bem batidos. Deixei cozinhar, mexendo sempre, mais ou menos 8 minutos. Retirei do lume e arrefeci com banho-maria de gelo. Só nesta fase retirei as amburanas. Como não tenho máquina de fazer gelados levei directamente ao congelador. Deve mexer-se de meia em meia hora com uma colher para quebrar os cristais de gelo e ficar mais cremoso.


Adorei o resultado. Um gelado muito aromático, que lembra o gelado de baunilha mas é ainda melhor. O gelado de amburana foi degustado na varanda ao final da tarde e ali, por momentos, foi o melhor lugar do mundo.
Querida Cláudia, adorei brincar com as amburanas do teu Brasil. Muito, muito obrigada por partilhá-las.

12 comentários:

Moira disse...

Olá Isabel,
Eu também já experimentei as amburanas da Cláudia e fiquei encantada. Depois de ter fervido o leite com elas para fazer o doce retirei-as, passei-as por água enxuguei e deixar secar de novo e elas mantêm o cheiro, agora vou pôr essas no açúcar como tu fizeste. Esse geladinho deve ter ficado uma maravilha, também tenho que experimentar com a tua receita pois também não tenho sorveteira.
Bjs e bom fim de semana
Moira

Tangerina disse...

Ando mesmo curiosa com estas sementes, toda a gente fala do seu cheiro maravilhoso.... o próximo amigo que fôr ao Brasil já vai levar uma encomenda ;)

Beijinhos,
Carlota

ameixa seca disse...

Ahhh, então a Isabel és tu :)
Não sabia que eras a sortuda que recebeu as sementes que eu nem conhecia. Ainda bem que vou a Lisboa, guarda algumas para eu cheirar ok?
E se houver gelado... eu não digo que não he he

Claudia disse...

Isabel,

que bom que você gostou. E olha, mingauzinhos e um leite quente com as sementes é tudo. Eu tenho tido muita ázia, tomo café demais os dias inteiros sei lá se é isso... e agora tomo leite desnatado fervido com amburanas antes de dormir e fica tão bom!

Bj,

C.

Monica Loureiro disse...

Nossa, nunca tinha ouvido falar !

Heloísa disse...

Isabel,
Você acredita que eu só ouvi falar em amburana quando a Claudia publicou um post sobre elas?
É incrível, mas nesse nosso país continental a diversidade de produtos entre as várias regiões é uma coisa incrível.
Pelo seu sorvete, fiquei com vontade de conhecer o sabor das amburanas e vou ver se consigo encontrá-las na minha cidade.
Beijos.

Isabel disse...

Olá Moira,
Que boa ideia essa de reutilizar as amburanas.
Também vou espreitar o que fizeste lá no teu blog.

Tangerina, acho que deves mesmo experimentar. É muito aromática.

Ameixa, despacha-te porque senão quando chegares já não há nenhuma, hihihi

Cláudia, eu também bebi um bocadinho de leite fervido com amburanas e é muito bom. O café é muito mau para a azia, eu estou completamente proibida de beber café. Fica pelo leitinho e vais ver que melhoras :)

Monica e Heloísa, o Brasil é tão grande e diversificado que é impossível conhecer tudo, não é?
Mas tentem achar as amburanas e experimentem e vão ficar a conhecer mais uma riqueza natural do vosso país!

Bjs a todas

Cláudia M. disse...

Bolas, afinal não consegui meter a colherada nesse gelado! Parece impossível! Ainda não tive o prazer de cheirar esse aroma. Não as gastes todas!

Que fixe, fazer gelado caseiro. Nunca experimentei.

bjs

Cristina disse...

Olá Isabel, obrigada pela visitinha ao OE! Sábado conto ir ao encontro e também já tinha reparado em algumas blogueiras cujos blogs não conhecia, o teu é também um deles... bem, agora já não! :) Gostei da diversidade de post que aqui tens e imenso de conhecer estas sementes de amburana que pelomodo de trabalhar neste gelado assemelha-se às de baunilha. Estou com curiosidade sobre o seu aroma, do qual falas tão bem! Bjs

ameixa seca disse...

Olá, é só para avisar que deixei um desafio para ti no meu blog. Podes aceitar e passar para a frente, ou não :) Tu é que sabes!

Camila Hareide disse...

Oi, Isabel... Também recebi as sementinhas da Claudia, e estava sem tempo de pesquisar o que fazer com elas, fora o doce de leite e o de banana que ela sugere no blog. Agora você me trouxe inspiração... Logo que puder, vou testar seu gelado!

abraço

Pati disse...

Isabel, vc acaba de m dar uma aula! Eu não conhecia esta semente, e estou com água na boca par tomar este sorvete!
Demais a sua pesquisa!
beijos