quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Deu a louca neles

Mas o que é que se passa com os homens casados? Andam todos doidos. Ele é casados de fresco, ele é casados há 3 anos, eles é casados há muuuuitos anos. Todos, sem excepção, estão loucos. Mas será que hoje em dia já ninguém respeita os votos que faz. Mas será que alguém os obrigou a casar? É que eles já não têm mesmo vergonhinha nenhuma. Eu não sou puritana, muito pelo contrário, acho que cada um faz o que quer da sua vida e quem sou eu para criticar. Mas comigo não, está bem? Será que eu tenho escrito na testa "desesperada por fisgar um homem casado"? Espero bem que não. É que para mim homem casado é igual a padre, eunuco, mulher, etc, etc! Entenderam?

12 comentários:

Anónimo disse...

Ó minha linda, mande-os bugiar. Eles que se divorciem primeiro! Mas normalmente não podem, porque têm sempre mulheres doentinhas que não suportariam o duro golpe. Mas podem suportar belos pares de enfeitadelas na testa...
Maria J.

Inside me disse...

Muitos já tentaram justificar.

- com a Juventude ...
- com a monotonia ...
- com as fast-relations ...
- com o clima ...
- com a falta de investimento no relacionamento...
- com as hormonas ...
- com a emoção do perigo ...
- com o viver no limite ...
- com o fruto proibido ...
- ...

Mas no fim resume-se tudo a uma avaria ... , uma das cabeças que deixou de funcionar. HeHe ;-)

Pipas disse...

Por estas e por outras é que tenho alergia a casamentos, juntamentos e coisas do género, gosto de fazer o que quiser e bem me apetecer sem ter de dar satisfações a ninguém ou andar com problemas de consciência...
beijo

Pipas disse...

Sobre a Academia dos Livros, fala com a tua irmã e com o outro administrador e caso eles queiram, podem copiar os posts que tenho no O que eu leio, assim sempre que eu postar nesse blog, se acharem que vale a pena ir para a Academia têm autorização para isso, mesmo que eu não faça referencia no texto do post à Academia.
Beijo

Sofia disse...

Também ja constatei essa realidade... andam com as hormonas aos saltos andam...

Maldonado disse...

Cada um deve ser coerente com os seus princípios. Porém, questiono a mononormatividade das relações afectivas, nomeadamente o casamento, o qual é uma anacrónica instituição burguesa que, socializando um instinto humano inato, assenta num contrato económico.
Por isso é interessante o conceito de Poliamor:

http://www.poliamor.pt.to/

ameixa seca disse...

É por essas e por outras que não entendo o porquê de casar!! A minha mãe educou os filhos para que nenhum casasse e nós somos obedientes :)
Esses gajos que só vêm nas mulheres um naco de carne... dão-me vómitos e vontade de lhes chamar badalhocos!

Claudia disse...

Olha, a questão é de honestidade. Honesto ou se é, ou não se é! Quero dizer não existe alguém meio-honesto!

Ninguém precisa ficar casado se não é feliz mas é honesto.

Seja honesto e vá atrás das outras. Mas não, eles escolhem ser desonestos pois são mesmo uns cara de pau! Não tem dignidade alguma, respeito por ninguém.

Mas o pior é ainda há quem ache graça em sair este tipo de homens e aí eles se sentem, acham que todas topam.

Pode haver mulher mais coitada do que aquelas que ficam atrás de homens desonestos, casados ou não?

Eu tenho horror.

C.

Isabel disse...

Amigos, ainda bem que este post gerou debate de ideias. Eu também tenho algumas reticências em relação ao casamento. Pelos casamentos que vejo à minha volta,não tenho qualquer vontade de dar esse passo. Mas acho que quem o dá, deve respeitar o compromisso que fez e a pessoa com quem partilha a vida. Como diz a Cláudia, gente desonesta não me interessa. Quem não está bem num casamento deve sair.
Adorei os vossos comentários.
Bjs

Cláudia M. disse...

Já foi quase tudo dito, só quero acrescentar que também não acredito no casamento, exactamente pelo que vejo à minha volta...
nunca me casei, e nunca me casarei, a não ser que fique senil, ou aconteça algum grande milagre, o que não é nada provável!!
Bjs

Francis disse...

Gostei...

Francis disse...

...
mas, não são apenas os homens.
Garanto-lhe...
;)