quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Ano Novo

O Diário de Bridget Jones
Hoje veio-me à cabeça a desgraçadinha da Bridget Jones a fazer resoluções de Ano Novo que, obviamente, nunca irá cumprir:

  • Este ano vou emagrecer 7 Kg
  • Este ano vou deixar de fumar
  • Este ano... etc, etc

Pobre Bridget Jones, é tão patética. É óbvio que não é a mudança de ano que nos vai dar mais força para mudar a nossa vida, ou o que quer que seja. Se nós não mudarmos, não é um novo ano que vai mudar por nós.

Resoluções de ano novo não faço, nem nunca fiz. Mas encaro sempre a passagem de ano com muita esperança. E neste dia 31 não consigo deixar de sentir muita esperança no ano que aí vem. 2008 não foi um ano mau. As coisas estão a entrar nos eixos. E tenho esperança que em 2009 a vida vai melhorar. É o que eu desejo para mim, para a minha família, para os meus amigos e para todas as pessoas com as quais entrei em contacto este ano através deste blog. Para todos um excelente 2009.

11 comentários:

Heloísa disse...

Isabel,
Como você, eu também não tomo resoluções para o ano novo. Faço orações, pedindo a Deus muitas bençãos para meus familiares e amigos, aí incluídos os virtuais.
Tudo de bom para todos nós.
Beijos

Isabel disse...

Heloísa, tudo de bom para si, sua filha e neta. Feliz 2009.
Bjs

Inside me disse...

Pois é, alguém inventou esta coisa dos anos para explicar a movimentação da terra á volta do sol.

E as movimentações das nossas vidas não têm correspondência certa com o inicio e fim dos anos, têm uma movimentação própria.

No entanto os anos não deixam de ser uma medida de tempo, que sempre se espera que seja positiva para as nossas vidas

Tudo de bom para ti e para os teus durante esta nova rotação de terra á volta do sol.

Cláudia M. disse...

«A lei natural da vida consiste na mudança.»

Que 2009 seja repleto de mudanças positivas.

ameixa seca disse...

Apesar de todos anunciarem que 2009 vai ser pior que 2008... consigo manter a fé e a esperança! O meu optimismo está ao rubro he he
Feliz 2009 :)

Maldonado disse...

Desejo-te um 2009 cheio de saúde e de êxitos na tua vida pessoal e profissional. Boas saídas e óptimas entradas.
Feliz ano novo!

Bruno Fehr disse...

Lá nu fundo da nossa mente, por mais que digamos que não fazemos, acabamos sempre por estabelecer um objectivo para o ano seguinte.

Quer se faca ou não resoluções o ano será igual, mas fazendo é mais provável que fiquemos desiludidos.

Claudia disse...

Concordo que não é o dia da resolução que importa, mas a resolução em si. Nunca fiz planos para nada, mas se tivesse feito algumas vezes antes acho que teria ajudado bastante.

By the way, concordo com você, BJ é patética.

Feliz ano novo!

C.

Luciana Lancellotti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciana disse...

Blogger Luciana Lancellotti disse...

Olá, Isabel, tudo bem? Adoro seu blog! Sabe que eu também não faço resoluções para o ano novo? Mas, veja, quanto à idéia de dividir o tempo, um de nossos poetas mais ilustres e queridos, Carlos Drummond de Andrade, escreveu o seguinte:

"Quem teve a idéia
de cortar o tempo em fatias
a que se deu o nome de ANO
foi um indivíduo genial,
industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar
no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação
e tudo começa outra vez, com outro número
e outra vontade de acreditar
que daqui por diante vai ser diferente"

Linda explicação, não? E, por falar em explicação, já está lá no meu blog a resposta à sua dúvida quanto à moqueca capixaba e a utilização do urucum.

Um lindo ano de 2009 e um abraço do Brasil!

Isabel disse...

O poema é lindo, Luciana. Adorei.
Obrigada pela resposta no seu blog.
Bjs